segunda-feira, 11 de junho de 2018

O MUNDO

Rozanne  Bell

" Um  homem da aldeia de Neguá , no litoral da 
Colômbia , conseguiu subir aos céus .
Quando voltou , contou .
Disse que tinha contemplado , lá do alto ,
a vida humana .
E disse que somos um mar de fogueirinhas .
- O mundo é isso -  revelou -.
Um montão de gente , um mar de fogueirinhas .
Cada pessoa brilha com luz própria  entre todas
as outras .
Não existem duas fogueiras iguais .
Existem fogueiras grandes e fogueiras pequenas 
e fogueiras de todas as cores .
Existe gente de fogo sereno ,
que nem percebe o vento ,
 e gente de fogo louco ,
que enche o ar de chispas .
Alguns fogos , fogos bobos , 
não alumiam nem queimam ;
mas outros incendeiam a vida 
com tamanha vontade  que é impossível 
olhar para eles  sem pestanejar ,
e quem chegar perto pega fogo ."

Eduardo Galeano 
in , " O Livro dos Abraços "

Som  na  caixa ... 


terça-feira, 22 de maio de 2018

RUBEM ALVES

Duy  Huynh

" Duas mulheres conversam sobre seus amores .
Uma delas diz : Eu o amo porque o amo .
Pelas coisas que ele me fala . Me canta canções.
Me mostra o mundo .
 Toca meu corpo , e  ele estremece . 
Nada me dá ,  mas me faz bonita ...
Eu o amarei  mesmo que me abandone .
Sentirei saudades ...
A outra diz :
Eu o amo porque está sempre pronto a 
atender meus desejos .
Nada me recusa .
Quando não me quer dar eu choro , 
insisto , prometo beijos e ele muda de idéia ...
Assim são os dois tipos de religião ."

Rubem  Alves ,
no livro " Mais badulaques "

Som  na  caixa ...


sexta-feira, 4 de maio de 2018

CELEBRAÇÕES

Pascal Roy 

 Gosto de Maio.
Celebro bastante .
Nascimento  de meu segundo filho , Felipe . 
Nascimento deste blog , há 08 anos .
Meu primeiro dia das mães , há 36 anos .
Partilho com vocês um texto da escritora ,
que tanto gosto,  Lya Luft   e aproveito para
desejar um feliz dia das mães a todas 
as amigas , em Portugal dia 06 de maio
e no Brasil dia 13 .


" O tempo adquire  uma nova dimensão 
quando a gente tem filhos . 
Nada se compara ao assombro de parir
um ser humano - uma nova pessoa existindo.
Tem nome , tem vida , tem futuro , tem todo
um tempo impenetrável à frente .
A responsabilidade , os cuidados ; 
a impotência diante do seu destino ;
o amor desmesurado , que tonteia , delicado ,
intenso , feroz  na defesa ,
 mágico nas intuições .
Criança morninha vindo para a cama de
madrugada , nunca foi tão  doce perder o
sono ; adolescente mais alto que a gente
 mudando de voz ; 
menina lindíssima saindo com o 
primeiro namorado ;
 e o futuro no qual não esteremos  sempre
 aí na ilusão de que estamos protegendo .
Quanto mais dividida nesses cuidados ,
mais inteira fica nossa vida .
E o tempo de despedir , de deixar que se vá 
para viver seu tempo ,
 esse filho , essa filha :
essa dádiva  que o tempo não faz empalidecer 
mas perdura  quando quase todo o resto
se esvai ".     

in , " O tempo é um rio que corre "

Som na caixa ...
 

quarta-feira, 25 de abril de 2018

NOVAMENTE , JOSÉ LUÍS PEIXOTO

Norman Wilson 


" o tempo , subitamente solto pelas ruas e pelos
dias , como a onda de uma tempestade  a 
arrastar  o mundo . mostra-me o quanto te amei 
antes de te conhecer . eram os teus olhos , labirintos
de água ,  terra , fogo, ar , que eu amava  quando 
imaginava que amava , era a tua voz que dizia palvras
da vida , era o teu rosto . era a tua pele . antes de te
conhecer , existias nas árvores e nos montes  e nas 
nuvens que olhava ao fim da tarde .
muito longe de mim , dentro de mim ,
eras tu a claridade ."

Do livro " A criança em ruínas "  

Som  na  caixa ...


segunda-feira, 16 de abril de 2018

POEMA DE HOJE ...

JPM /OLHARES .COM 

" no papel , as palavras escondidas , as nuvens .
dizes não posso  ser o mundo hoje ,esqueces
que tu  és o mundo . dizes não posso , eu gostava
que soubesses sempre que um lamento dentro de
mim  te repete . abro o papel dobrado e abro a 
noite no céu . as árvores são distantes , as palavras
e talvez a música , a terra é distante no papel dobrado
que me entregas escondido na mão . "  

José Luís Peixoto 
in , "  A criança em ruínas "

Som  na  caixa ...



segunda-feira, 9 de abril de 2018

LYA LUFT

Danielle Richard

" O tempo  faz florescer paixões que fenecem
logo adiante ; ou transfigura um amor intenso 
na generosa árvore de uma longa boa relação .
Mais uma vez , as contradições do tempo são
as nossas :  ele mata , ou eterniza , e para sempre 
estará conosco aquele cheiro , aquele toque ,
aquele vazio , aquela plenitude  , aquele segredo ."

in , " O tempo é um rio que corre   "

Som  na  caixa ...





sábado, 31 de março de 2018

PÁSCOA


Meus amigos , 
Desejo a todos uma abençoada e feliz 
Páscoa . 
Deixo com vocês um cordel do jovem 
poeta  cearense  Bráulio Bessa  . 
Beijos