domingo, 20 de outubro de 2013

CANÇÃO DA ESTRELA MURMURANTE

Barbara  Cole
 
" Nós  nos amaremos docemente ,
nesta luz , neste encanto , neste medo :
nós  nos amaremos livremente
no dia marcado pelos deuses .
 
Nós nos amaremos com verdade
porque estas almas já se conheciam :
nós nos amaremos para sempre
além da concreta realidade .
 
Nós nos amaremos lindamente ,
nós nos amaremos como  poucos ,
nós nos amaremos
no teu tempo ."
 
Lya Luft ,
in  "Secreta mirada e outros poemas "
 
Som  na  caixa ...   
 


24 comentários:

  1. Lindo texto sobre o amor e a música também!!
    Abraços.Sandra

    ResponderExcluir
  2. Olá!Bom dia!
    Marisa
    Excelente poema.Lya Luft, , música,J.Quest,imagem, Barbara Cole
    ...o amor ,terno,doce, eterna meiguice, dádiva e carinho que vai em nós, sem limites, descobrindo o Universo maravilhoso que existe em nós
    Agradeço pelo carinho!
    Obrigado!
    Bela semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Marisa, que lindo poema cheio de amor e positivismo, lindo para comecar a nova semana com alegria e esperancas.
    Abraco grande, querida, tenha um hermoso dia.

    ResponderExcluir
  4. Ola Marisa,belas escolhas nesta excelente postagem.Tenhas uma ótima semana e deixo aqui meu maior abraço.SU

    ResponderExcluir
  5. La música es propicia al amor, amar es maravilloso.

    ResponderExcluir
  6. Conjugação perfeita: música e poema. A sensibilidade está também desvelada na escolha.
    Beijo, Marisa!

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo! E no tempo certo...

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Lya, essa poetisa que nos brinda com palavras sempre ternas e cortantes ao mesmo tempo. Eu gosto muito!
    Abraços, querida!!!

    ResponderExcluir
  9. O amor, esse motor em constante (des)afinação...
    Grato, Marisa, por proporcionar palavras tão belas.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  10. Voce tem bom gosto, leio quinzenalmente a coluna da Lya e Jota Quest sempre agrada.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Marisa,

    obrigada pela visita :)
    seja sempre bem vinda ao Reino.
    abraço e bom domingo, recheado de poesia!

    ResponderExcluir
  12. Sandra ,
    Muito bom que tenha gostado .
    Me alegra saber que fiz boas escolhas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Acertei no seu conceito , também.
    Maravilha .
    Obrigada , Felisberto .
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Agradeço a visita carinhosa , Carolina .
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Mais uma amiga aprovando o que postei !
    Agradeço , Suzane .
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Concordo com seu comentário , Juan Jose Pedro e agradeço bastante sua visita .
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Escolhi acertadamente , então .
    Obrigada , Carlos .
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. José Carlos ,
    Agradeço o comentário .
    Quisera de ter o dom da escrita como o seu e o da maioria daqueles que me acompanham .
    O meu consolo vem das palavras da querida Cora Coralina : " Poeta , não é somente o que escreve .
    É aquele que sente a poesia , se extasia sensível ao achado de uma rima à autenticidade de um verso ."
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Uau ...
    Mais um poeta que gostou !
    Obrigada , Mateus.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Malu ,
    Todas as vezes em que o post retrata Lya Luft é um sucesso .
    Fico feliz quando os amigos gostam .
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Poeta ,
    Sabe que me alegra demais suas vindas ao meu espaço , não é ?
    Deixo mais umas palavras da Lya Luft acerca do poema por mim postado : " A delicadeza é um dos componentes do afeto verdadeiro: saber esperar o lugar , a hora , a limitação do outro .Observar enquanto se constrói a ponte entre ele e sua própria capacidade de chegar ."
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Obrigada , Sissym .
    Adorei o elogio .
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Seu blog é muito bom .
    Obrigada .
    Beijos

    ResponderExcluir