quinta-feira, 2 de julho de 2015

PAI , dizem -me que ainda te chamo ...

Johana  Harmon 


" Pai , dizem-me que ainda te chamo , às vezes ,
durante o sono - a ausência não te apaga  como
a bruma sossega , ao entardecer , o gume das
esquinas .
Há  nos meus sonhos  um território suspenso de
toda a dor , um país  de verão aonde não chegam
as guinadas da morte e todas as conchas  da praia
trazem pérolas .
Aí  nos encontramos , para dizermos um ao outro
aquilo que pensamos  ter , afinal , a vida toda 
para dizer ; aí te chamo , quando a luz  me cega
na lâmina  do mar , com lábios que se movem como
serpentes , mas sem nenhum ruído que envenene
as palavras : pai , pai .
Contam-me  depois que é deste  lado da noite 
que me ouvem gritar e que por isso me libertam
bruscamente  do cativeiro escuro desse sonho .
Não sabem  que o pesadelo  é a vida onde já não 
posso dizer o teu nome - porque a memória é uma
fogueira dentro das mãos e tu onde estás 
não me respondes ."

Maria do Rosário Pedreira 
in , " Nenhum Nome Depois "

A página de hoje é para o meu pai .
  São  três anos de ausência .
Minha saudade é  enorme . 

Som  na  caixa ...




9 comentários:

  1. Oi Marisa,eu sei o quanto é doido a saudade pela perda de um pai
    O meu já está em nova morada há 25 anos e ainda sinto muita falta dele.
    Lindos versos.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  2. Uma bela e sentida homenagem ao pai, o meu já partiu à alguns anos e ainda hoje penso nele e sinto a sua falta.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Há algumas dores que apenas adormecem. E voltam a acordar.
    bela poesia, belíssima.

    ResponderExcluir
  4. Oi Marisa, que linda imagem e mais belo ainda o poema.
    Meu pai já se foi há mais de 10 anos, sei bem como é difícil lidar com essa falta.
    Só mesmo o tempo e o amor para acalmar essa ferida...
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eloquente a tua escolha, Marisa, para expressar a saudade que se faz ainda mais presente neste dia da partida.
    Bjo, querida

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga

    Dizem que só somos alguém
    quando possuímos pai e mãe.
    Por isso a perda deles dói tanto.
    Saudade que não cessa de arder...
    Fico sem palavras...
    Sem palavras...

    Um imenso abraço.

    ResponderExcluir
  7. Triste a perda de um ente querido, super pai, super avo, amigo e sempre disposto a ajudar....beijos no seu coracao

    ResponderExcluir
  8. Boa tarde, lindo poema em homenagem ao pai, é importante sentir o apoio de um pai e de uma mãe, ao longo da vida nunca vamos esquecer a influencia que tiveram em nós, é natural que sintamos saudades de quem nos criou.
    AG

    ResponderExcluir
  9. Carmen Lúcia , Francisco , Ana , Cristiane , Odete , Aluísio ,Neyde e António , agradeço demais o carinho de vocês .
    Este poema expressa a dor da saudade que sinto .
    Beijos a todos

    ResponderExcluir