sexta-feira, 3 de outubro de 2014

POR NÃO ESTAREM DISTRAÍDOS

imagem  da net 

" Havia   a levíssima embriaguez de andarem juntos ,
a alegria como quando  se  sente a garganta um pouco
seca  e se vê  que , por admiração , se estava de boca
entreaberta : eles  respiravam  de antemão  o ar que
estava à frente  , e ter esta sede  era a própria água 
deles . Andavam por ruas  e ruas  falando e rindo ,
falavam e riam para dar matéria  peso à levíssima
embriaguez  que era a alegria  da sede deles .
Por causa de carros e pessoas , às  vezes  eles se tocavam ,
e  ao toque -  a sede  é  a  graça , mas  as  águas  são
uma beleza  de  escuras - e  ao toque  brilhava o 
brilho  da  água  deles , a boca ficando  um pouco
mais  seca  de admiração .
Como  eles admiravam estarem juntos !
Até  que  tudo  se  transformou  em não .
Tudo  se  transformou  em  não  quando eles quiseram 
essa mesma  alegria  deles .
Então  a grande  dança  dos  erros .
O cerimonial das palavras desconcertadas .
Ele  procurava  e  não  via  ,
ela não via  que ele não vira ,
ela  que , estava  ali ,  no entanto .
No  entanto  ele que estava  ali .
Tudo  errou ,  e havia  a grande poeira  das ruas ,
e quanto  mais  erravam , 
mais com aspereza queriam ,  sem  um sorriso .
Tudo só porque tinham prestado atenção ,
só porque não estavam bastante distraídos .
Só  porque , de súbito exigentes  e duros ,
quiseram  ter  o  que  já  tinham .
Tudo porque quiseram dar um  nome ;
porque quiseram  ser , eles que eram .
Foram  então  aprender que , 
não se estando distraído ,
o telefone  não toca ,
 e é preciso sair de casa 
para  que a carta chegue , 
e quando o telefone  finalmente toca ,
o deserto da espera já cortou os fios .
Tudo , tudo por não estarem mais distraídos ."

Clarice Lispector 
in , " A Descoberta do Mundo "

Som  na  caixa ...
 

21 comentários:

  1. Marisa, eu amo esse livro! Já li inúmeras vezes…
    Este trecho é maravilhoso
    Bjs e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  2. Cristiane , gosto demais da escrita de Clarice . Me toca fundo . Fico contente com sua presença . Obrigada . Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ah! Clarice inominável. Como consegue atravessar o nosso corpo e nele despertar o gosto pelo mundo das palavras, das coisas, das pessoas. Como consegue atravessar o ar que respiramos fazendo-nos descobrir as forças da alegria e da vontade. Ah! inominável Clarice que nos dá a vida na sua justa medida... sem nada nos pedir em troca. Essa é verdadeira Descoberta do mundo; é a que podemos doar um ao outro.
    Beijos, Marisa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que precisa definição de Clarice ! Seus comentários que emprestam brilho a este espaço , são generosas doações , José Carlos . Obrigada . Beijos e boa semana

      Excluir
  4. Olá, boa tarde, Marisa
    Clarice Lispector era (é) perfeita, também, em suas crônicas...sim, penso que tudo é melhor com um toque de surpresa. Não saber como e o que esperar... é como diria Caio Fernando Abreu" Quem procura não acha. É preciso estar distraído e não esperando absolutamente nada. Não há nada a ser esperado. Nem desesperado." ...
    Obrigado pelo carinho, belo final de semana,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felisberto , concordo com você . E acrescento o título de um dos livros de Paulo Leminski : " Distraídos Venceremos " ! Beijos e uma bela semana .

      Excluir
  5. Clarice é maravilhosa! Bjus querida Marisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo , Nádia . Simples assim . Beijos

      Excluir
  6. Muito lindo e adoro Clarice!! bjs praianos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  7. Fico alegre que minha escolha tenha lhe agradado , Chica . Obrigada por vir . Beijos

    ResponderExcluir
  8. Marisa: Clarice..maravilhosa..siempre!! bjins carinhosos e obrigada pela visita ao meu espaço.

    ResponderExcluir
  9. Lia , fico contente com a visita . Também, concordo na maravilha que é a obra de Clarice .Beijos

    ResponderExcluir
  10. A Descoberta do Mundo tem textos maravilhosos e vc selecionou um deles. Gostei muito.
    Beijo*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom ter gostado do texto selecionado . Agradeço a visita . Beijos

      Excluir
  11. Gosto muito Barbra.

    De Clarice, imperdoavelmente, nunca li nenhum livro...


    Grande abraço, Marisa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São , também gosto bastante da Barbra . O dueto com a menina Jackie Evancho ficou harmonioso , não é ? Clarice é uma das minhas paixões literárias . Grata por vir . Beijos

      Excluir
  12. Maravillosas Letras de Clarice Lispector.
    Siempre hay que estar distraídos y convertir el Amor en un armonía nueva cada día sin caer en la traicionera Monotonía.
    El Amor es una Joya que hay que pulir cada día.
    Preciosa Entrada.
    Es un placer visitar tu Rincón lleno de sintonía, sensibilidad y bellas Historias.
    Abraços e Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro Luis , você sabe como sua companhia neste espaço me faz bem . Obrigada . Beijos

      Excluir
  13. Boa tarde, Clarice é suave mas muito objectiva no que escreve, a simplicidade da sua escrita é de fácil interpretação.
    AG
    http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  14. António , cada vez que leio Clarice mais aprendo .
    Obrigada pela visita .
    Abraços

    ResponderExcluir
  15. Simplesmente amo mesmo a Clarice Lispector. Encanta-me a sua personalidade que considero visionária para a época.
    (Aproveito, nesta postagem, para deixar os parabéns pelas escolhas musicais.)
    Bjo, Marisa :)

    ResponderExcluir