segunda-feira, 20 de março de 2017

CANÇÃO DE OUTONO

Leonid  Afremov 

 Hoje ,  20 de março , às 07:20 horas ,
 aqui no no hemisfério sul , começou o outono .
Partilho com vocês poema de Cecília Meireles que 
nos fala de folhas  e  de outono , mas também ,
de amor , tristeza e saudade .

" Perdoa-me , folha seca ,
não  posso cuidar de ti .
Vim para  amar neste mundo ,
e até do amor me perdi .
De que serviu tecer flores
pelas areais do chão 
se havia gente dormindo 
sobre o próprio coração ?

E não pude levantá-la ! 
Choro pelo que não fiz .
E pela minha fraqueza 
é que sou triste e infeliz .
Perdoa-me , folha seca ! 
Meus olhos sem força estão 
velando e rogando aqueles 
que não se levantarão ...

Tu és folha de outono 
voante pelo jardim .
Deixo-te  minha saudade 
- a melhor parte de mim .
E vou por este caminho,
certa de que tudo é vão .
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão ..."

Cecília Meireles 

Som  na  caixa ...



19 comentários:

  1. E ele chegou e tu trazer tão oportuna poesia de Cecília.ADOREI! fELIZ E ALEGRE, COLORIDO, outono! BJS, CHICA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um outono repleto de paz e alegria , Chica . Obrigada pela visita . Beijos

      Excluir
  2. Absolutamente lindo, como tudo o que ela fez. Não conhecia este.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto demais de Cecilia Meireles , Ana . Fico contente de poder partilhar poemas dela . Beijos

      Excluir
  3. Dois grandes prazeres numa só postagem ler Cecília Meireles e ouvir a voz inconfundível de Andrea Bocelli.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contente por poder agradar aos amigos . Abraços , Francisco .

      Excluir
  4. Bom poema no Dia da Poesia .

    Lhe desejo óptimo Outono

    Abraço caloroso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São , você é sempre carinhosa nas visitas . Obrigada . Beijos

      Excluir
  5. Outra fantástica escolha, a de Cecília . Cheguei a trabalhar poemas dela com os meus alunos. Uma "folha seca" aporta um enorme campo de sentidos e sentimentos, entre estes os que referes na introdução.
    Quanto a Leonid Afremov, adoro. Ilustro muitos dos meus escritos com obras suas.
    Um bravo para esta escolha musical "Les Feuilles Mortes".
    BJO :)
    Desejo-te um aprazível outono.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando uma escritora e professora de literatura aprova nossa escolha como não ficar feliz ? Obrigada , amiga . Beijos

      Excluir
  6. Um post perfeito, belíssima Pintura, poesia e música.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, ouvir Andrea Bocelli é sempre maravilhoso, nunca tinha ouvido em francês, como sempre acontece, os poemas de Cecília Meireles são lindos, este não foge à regra.
    AG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se não tinha ouvido Andrea Bocelli cantando em francês e acompanhando poema de Cecilia Meireles valeu a publicação , Antônio . Obrigada por vir . Abraços

      Excluir
  8. Minha amiga,

    Emocionada com o poema da mestra Cécilia
    Meireles (Adoro tudo que foi escrito por
    ela...) e a música sublime. Abençoado
    o teu bom gosto. A imagem é belíssima.
    Tão especial a tua sensibilidade na
    conjugação das artes e nos oferece sempre
    momentos sublimes aqui!
    Saudade daqui...rss
    Agora eu que te digo, quero mais post
    e nada de ficar tanto tempo afastada,
    viu?!...rss
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suzete , minha amiga aquariana . Sabe que me alegra sua generosidade . Ando trabalhando bastante e por isto um pouco afastada deste espaço . Também , sem tempo de acompanhar as belezas que os artistas como você nos oferecem através de seus blogs . Mais tarde postarei trecho de outra crônica de Rosiska . Saudade de todos . Beijos

      Excluir
  9. Reparei na ausência e vim verificar se não me teria escapado alguma postagem.
    Enquanto não regressas, desejo lindos dias.
    Bjinho, Marisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odete , conforme afirmei à amiga Suzete , tenho trabalhado muito e sem tempo para publicar e estar apreciando os belos trabalhos que meus amigos artistas oferecem . Fico emocionada com o carinho de vocês . Beijos



      Excluir
  10. Gosto muito de Cecília Meireles, sinto tudo o que diz no poema, mas, para mim, as folhas secas obedecem a um grande desígnio, muito para lá da suposta efemeridade. Elas são substância, fermento, fonte de nova vida.

    Um beijinho, Marisa :)

    ResponderExcluir