sexta-feira, 19 de setembro de 2014

POEMA DE HOJE ...

fine  art  photography 


" Tira-me  a luz  dos olhos : continuarei a ver-te ...
Tapa-me  os ouvidos : continuarei a ouvir-te ...
E embora sem pés  caminharei  para  ti ...
E já sem boca  poderei ainda convocar-te .
Arranca-me  os braços : continuarei  abraçando-te 
com  meu coração  como com a mão ...
Arranca-me  o coração : ficará o cérebro ,
E se o cérebro me incendiares  também por fim ,
Hei-de  então levar- te no meu sangue ."


Rainer Maria Rilke 
in , " O Livro de Horas " 


Som  na  caixa ...

26 comentários:

  1. Que forte, que intenso isso! Gostei muito, Marisa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom , Carlos . Me alegra sua visita , sempre . Beijos e boa semana .

      Excluir
  2. Maravilhoso poema! Perfeita inspiração e a tua escolha! Lindo fds! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço a aprovação , Chica . Ótima semana para você . Beijos

      Excluir
  3. Nossa Marisa, que paixão avassaladora…quem seria o alvo dela?
    Adoro Rilke, mas não conhecia esse poema.
    bjs e ótimo final de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cristiane , o alvo desta paixão atende pelo nome de Lou Andreas Salomé , escritora e psicanalista . O poeta a conheceu quando tinha 22 anos e ela 36 . Daí , seguiu -se um romance e muitas cartas trocadas entre eles . Fico satisfeita quando partilho poemas desconhecidos dos que me acompanham . Assim , me sinto útil no que faço com prazer . Agradeço a visita e lhe desejo alegre semana . Beijos

      Excluir
  4. Um poema extraordinário de Rainer. M. Rilke! Um poema muito denso, forte, cortante até no que tem definitivo em relação ao sentimento de profundidade que se pode sentir por alguém.
    Gostei da música que não conhecia.
    Bom fim de semana, Marisa!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Laura , a profunda entrega de sentimento é o que me comove neste poema de Rilke . A música me agrada , sobretudo , pelas vozes e interpretações de mãe e filha .Boa semana para você . Beijos

      Excluir
  5. Lindo esse poema do Rilke. Já o tinha lido, mas não me lembrava.
    Beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata , também o acho lindo . Obrigada da visita . Beijos

      Excluir
  6. É mesmo isso! Mesmo que se fique sem os cinco sentidos, está gravado no sentir a imagem do ser amado, assim como o sentimento que nutrimos. Muito belo e profundo este poema de Rainer Rilke. Excelente partilha!
    Bjo, Marisa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odete , sabe bem que sua aprovação é incentivo para novas partilhas . Obrigada . Beijos

      Excluir
  7. Marisa,
    a intensidade desses versos de Rilke assusta-me por lembrar-me que também já amei assim, o que hoje acho impossível de novo acontecer.
    Bela escolha musical a fazer eco ao extraordinário poema com que nos brinda.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jussara , a meu sentir , nada é impossível quando se trata de amor . Quem sabe ainda não ame novamente ? É muito bom tê-la por aqui , obrigada . Beijos

      Excluir
  8. Un placer conocerte y compartir contigo en este mundo virtual.

    Un abrazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada , Rafael . Venha mais vezes . Abraços

      Excluir
  9. Nossa Marisa, que lindo... que intenso! Deixo um bj querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nádia , sua escrita é movida a paixão . Sabia que iria gostar bastante deste poema . Beijos

      Excluir
  10. Esse arrebatou com ímpeto!!Forte,ácido e doce ao mesmo tempo!!!bj Marisa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor , já sentia saudade de seus comentários .
      Obrigada .
      Beijos

      Excluir
  11. Adilson , obrigada da visita . Fico contente que o post tenha lhe agradado . Abraços

    ResponderExcluir
  12. Só metaforicamente o eu lírico perde os sentidos entregando-se completamente, pois, na verdade, a confissão amorosa é uma mitigação da fome que o absorve, é a busca da fonte que mata a sua sede, é o seu pão de cada dia... Grande Rilke, grande escolha, melhor a partilha.
    Beijo, Marisa!

    ResponderExcluir
  13. Obrigada , José Carlos . Seus comentários são sempre esperados . Beijos

    ResponderExcluir
  14. Que intensidade de poema.

    É demais, querida Marisa.

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Intenso mesmo , Pérola . Tão bom partilhar o belo poema . Beijos

    ResponderExcluir